Aguarde...

Benvindos Siga-nos

Foto Reportagem

Ensaio sobre pedreiros e canteiros de Faro no século XVIII vale prémio a Marco Sousa Santos.

Administração 13/02/2020 Ensaio sobre pedreiros e canteiros de Faro no século XVIII vale prémio a Marco Sousa Santos.

O historiador algarvio Marco Sousa Santos, doutorando em História da Arte na Universidade de Coimbra, foi eleito vencedor da 1.ª edição do Prémio de Ensaio Histórico da União das Freguesias de Faro.

O júri, constituído pelos professores e investigadores José Vilhena Mesquita, João Andrade de Carvalho e Jorge Carrega, deliberou por unanimidade que o trabalho «Contributos para um Dicionário dos Pedreiros e Canteiros com atividade em Faro no século XVIII» representa “uma importante contribuição para a história da arte em Faro e no Algarve”.

O ensaio revela “informação inédita” sobre uma classe profissional que desempenhou “um papel fundamental na reconstrução da cidade farense” após o terramoto de 1755 e cuja arte sobrevive até hoje em monumentos emblemáticos como a Igreja do Carmo, a Igreja de São Francisco e a Casa das Figuras.

O júri deliberou igualmente atribuir uma menção honrosa ao trabalho «Faro na vida e na obra do poeta António Aleixo (1899 – 1949)», da autoria de João Romero Chagas Aleixo.

O prémio prevê também a publicação da obra, e foi entregue ao vencedor no passado domingo, dia 2, numa cerimónia comemorativa do dia da Freguesia da Sé, que teve lugar no auditório do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Nesta sessão, a União de Freguesias de Faro apresentou também o primeiro volume dos seus Anais, publicação que tem como objetivo “divulgar e preservar para memória futura as atividades desenvolvidas” pela autarquia, assim como a promoção da história e do património cultural farense através da publicação de artigos relacionados com as comunicações apresentadas no Fórum Pensar Faro.

 

FONTE: REGIÃO SUL



Partilhar

Ver Todas